Pesquisar

Psicologia no Karate

Revisão Bibliográfica

Revisão

Perfil psicológico de prestação, orientações motivacionais e negativismo do praticante de Karate de elite

Gouveia, P (2011) Universidade de Trás-os-montes e Alto Douro.

MsC_pgouveia

images

Num curto resumo ao artigo escrito por Pedro Gouveia na UTAD(Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro utilizando apenas as suas afirmações e conclusões pode-se constatar que o autor o karate como uma modalidade de carácter diferente das restantes devido a uma inerente filosofia de vida, como podemos constatar em :

” Não podemos dissociar o Karate da Filosofia Oriental que está inerente à sua origem. Está comprovada a existência de um perfil psicológico específico de cada modalidade, no entanto, no âmbito do Karate poucos estudos foram realizados. O objectivo principal deste estudo foi caracterizar o perfil psicológico do praticante de Karate e compara-lo segundo a especialidade praticada (Kumite/Kata). ”

No que toca a psicologia do desporto o autor relata fundamentado em outros autores de renome que esta tem um fator preponderante para a competição ao mais alto nível, dizendo até que há desportista que sem qualquer vantagem física, técnica e tática ainda assim conseguem levar de melhor os seus adversários, facto apenas explicável apenas pela psicologia do desporto.

“Actualmente, a psicologia do desporto assume um papel importante na melhoria da performance (Vasconcelos-Raposo, 1993), sendo unanimemente aceite, pelos cientistas do desporto, treinadores e atletas, a importância dos factores e competências psicológicas no rendimento desportivo (Cruz, 1996). È importante salientar que actualmente, os pedidos de intervenção psicológica junto de clubes ou federações são cada vez mais frequentes, o que demonstra, uma cada vez maior sensibilidade para os aspectos psicológicos, como factores determinantes na performance desportiva. De facto, são conhecidas inúmeras situações no contexto desportivo de elite, nas quais atletas ou equipas que, não aparentando possuir vantagem física, técnica ou táctica, superam desafios pela capacidade de resistir e prevalecer sob situações de elevada tensão, pela capacidade de gerir e manter o equilíbrio emocional, pela capacidade de saber manifestar uma atitude paciente, e porque não dizer, pela fé. Inversamente, encontramos atletas com reconhecidas aptidões físicas no patamar de excelência, e que conseguem prestações quase perfeitas em regime de treino, mas que em contexto competitivo atingem resultados modestos e não satisfatórios.”

Neste estudo sem conclusão firme e estatisticamente significativa ainda assim se conclui que os atletas pertencentes á variante de Kata(forma) são tendencialmente mais afectados com o negativismo e as quebras psicológicas relativos ao desgaste da competição e dos treinos, enquanto os atletas  da variante de Kumite (combate) são mais fortes de carácter psicológico e com menos quebras de rendimento devido a este como o autor fala neste excerto :

“Embora as diferenças ao nível do negativismo, activação e autoconfiança não sejam estatisticamente significativas, verifica-se uma tendência para os praticantes de Kata registarem valores mais elevados para as variáveis negativismo e activação e os de Kumite para a variável autoconfiança.”

 

As ideias Psicopedagógicas e a Espiritualidade no Karate

ArtigoFunakoshi2

Neste artigo de Cristiano Barreira e Marina Massimi, os leitores podem apreciar a história do Karate-Do tanto como a história do seu principal impulsionador Gichin Funakoshi

 

Numa análise de vertente da psicologia do desporto já Funakoshi tentava a distinção do karate das artes marciais e como relata o autor : ” O pensamento de Funakoshi, inclusive suas idéias psicológicas, foi transmitido inicialmente no contacto com seus alunos que, por suas vezes, cuidaram para manter vivo e retransmitir o que Funakoshi considerava a essência do karate. Pode-se pensar que hoje, mais de quatro décadas após sua morte, sua obra escrita esteja contribuindo para a perpetuação de seu pensamento. Se o tempo distancia seu pensamento de nós, as diferenças culturais de suas origens o afastam ainda mais, não só no âmbito dos países ocidentais mas também no próprio Japão que há tempos passa por intensas transformações internas. O contexto de origem do karate e de outras formas de combate no Japão feudal era extremamente influenciado por uma mentalidade religiosa que sustentava desde a moralidade e leis, até a estratificação e hierarquia social. Essa mentalidade provinha, sobretudo, do xintoísmo, a religião nativa do Japão, do confucionismo e do budismo – esse último, no caso das artes, essencialmente em sua forma zen. O passar do tempo e a distância cultural têm contribuído para a incompreensão e perda das ideias psicológicas contidas no pensamento de Funakoshi. Nesse processo, suas concepções acerca de atitude e de moralidade, por serem normalmente ligadas mais à ação e comportamento, sofrem desgastes menos intensos do que as ideias que correspondem a um pensamento psicopedagógico e a uma espiritualidade próprias da prática do karate-do. O objectivo dessa pesquisa é localizar e compreender, conforme os parâmetros que as originaram, as ideias psicológicas, referentes especificamente ao pensamento psicopedagógico e à espiritualidade, contidas na obra escrita de Gichin Funakoshi. O resgate das ideias psicológicas, que fazem com que o karate sirva ao aprimoramento do carácter e personalidade, pretende contribuir para que não se perca o que é tido por Funakoshi como a essência do karate – não sua técnica, mas suas contribuições à formação do homem.”

 

Como os autores falam da vida deste grande senhor como uma tentativa constante de impor o karate como uma filosofia de vida e como uma orientação na psicologia do desporto que nas décadas aqui relatadas ainda era essencialmente uma arte marcial, mas que se foi transformando também num desporto e transportados para todos os cantos do mundo, mas os ideais continuam como “aprioramento do caráter e personalidade…” .

220px-Funakoshi

Imagem por : http://www.worldshotokan.org/site/index.php/en/world-sport/item/218-gichin-funakoshi.html

Desportos de Combate em programas de Educação Física

Porque é que os Desportos de Combate não se encontram nos programas de Educação Física?

Horizonte 1997

Boas Lutadores!

Como é possível observar aqui no link um pequeno artigo sobre as Artes Marciais nas Escolas, redigido pelo Doutor Abel Figueiredo um especialista na matéria, e uma pessoa que ajudou muito o karate português!

2

 

Proteções no Karate WKF

tokaido-shin-foot-guard-red_6dc3-q4Estas são algumas dos equipamentos utilizados na prática do karate desportivo referente a federação mundial WKF!

tokaido-fist-guard-redDisponível em https://lojamarcial.pt/!
dax-bb-pro-black-orange

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑